Blog do Calheira

Este espaço é aonde posso colocar algumas coisas que penso, gosto, vejo e acredito. Espero que gostem.

Pare o mundo que eu quero descer!

Vi este texto hoje e parecia que esta saindo de minha boca. É exatamente o que sempre digo (inclusive para meus alunos em sala de aula). Foi como ver no texto de um amigo a tradução de meus pensamentos – talvez eu não conseguisse me expressar melhor. Segue abaixo o texto na íntegra:

Pare o mundo que eu quero descer!
Tenho cada vez menos paciência para o mimimi das minorias ofendidas. Agora, tudo ofende, tudo é preconceito. Vale a ridícula máxima, “quem não está comigo, é contra mim”.
Esta semana dois fatos me chamaram a atenção.
Primeiro, foi o requerimento para que se retire a frase “Deus seja louvado” das cédulas brasileiras. Tudo bem, o estado é laico e acho que não deve se misturar religião com dinheiro (apesar de muitas “igrejas” o fazerem, mas isto é outro assunto). Afinal, daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus! A questão é que a origem do requerimento foram as queixas dos que se sentem ofendidos pela frase. Pera lá! Ofendidos? Em que ou a quem esta frase ofende? Por acaso ela está pregando ódio ou intolerância às outras religiões? Não! Apenas exprime a religiosidade da maioria da população do país.
Outro ponto agora é o artigo “Parada gay, cabra e espinafre” de J.R.Guzzo publicado na Veja desta semana. Foi tanto protesto aqui no Face que resolvi procurar e ler o artigo. Li e não vi NADA DEMAIS! Apenas a sensação de ter perdido tempo lendo aquilo….É apenas a opinião de uma pessoa. Posso concordar ou não, mas em nenhum momento é ofensivo a ninguém, a não ser àqueles que já o leem com olhos de preconceito e querendo achar pelo em ovo. Estão distorcendo o tema central do artigo que é: Não temos que GOSTAR de nada, apenas temos a OBRIGAÇÃO de RESPEITAR os direitos de TODOS!
Viva a liberdade de expressão! Chega de patrulha!
“Eu não concordo com uma palavra do que você diz, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las” (Voltaire).
Outro dia postei aqui como admiro como na eleição americana os candidatos expõem abertamente seus pensamentos a temas “polêmicos”. Romney falou abertamente que era contra o “casamento gay” e não foi ameaçado de ser queimado em praça pública por isto. Aqui provavelmente seria. Ele é livre para ter esta opinião e expressá-la. Ele não está pregando ódio nem pedindo para matar um gay, apenas defendendo o que acredita. Você concorda com ele? Apoie-o. Não concorda? Não apoie e ponto. Sem protestos, passeatas, notas de repúdio, etc.
Outra coisa. Aprendi esta semana que o termo “homossexualismo” ofende, pois o sufixo “ismo” é pejorativo….PARA!!!!!! O sufixo “ismo” designa a generalização do substantivo primitivo. Como em heroísmo, cristianismo, judaísmo, organismo. Ofendi os heróis, cristãos, judeus e órgãos? NÃO!
Tem que se tomar muito cuidado para não se cometer exageros e conquistar a antipatia dos que inicialmente simpatizam com causas das minorias. Vide o que ocorreu com o MST.
A lei é para todos. Não vejo nenhuma necessidade de adendos para minorias. Seja lei ou conduta que uma sociedade deve seguir, para mim ela é bastante simples:
Todos devem tratar uns aos outros com respeito, justiça, humildade, boa fé, dignidade e lealdade, contribuindo para estabelecer um ambiente saudável, com conduta ética, coerência, bom senso e transparência nos seus relacionamentos. Ninguém poderá nem deverá ser discriminado em virtude de raça, nacionalidade, credo, sexo, sexualidade, deficiência, idade, etc. PONTO! CHEGA!
Pare o mundo que eu quero descer!
PS: Favor não discordar de mim….posso ficar ofendido!

Retirado de um post no Facebook do amigo Mario Valladares (https://www.facebook.com/valladaresmario)

Anúncios
1 Comentário »

Dilma Violenta ?

Nesta reta final, aparecem diversas ofensas à candidata Dilma Roussef, lembrando da época em que ela defendia a liberdade e democracia, pegando em armas contra a Ditadura Militar.

Abaixo, uma lista de pessoas que foram presos, torturados, mortos ou exilados pela Ditadura Militar. Infelizmente, para combater a opressão do regime instalado no Golpe de 1964, muitos grupos armados foram formados e uma a luta foi realmente sangrenta. Enxergar apenas um lado é negar que o outro existiu. A luta armada, com certeza, não era a forma correta de agir, mas foi a alternativa que alguns buscaram para tentar vencer a opressão que ocorria no Brasil.

Presos

(inclui torturados)

Cassados(e/ou presos)

 

O ex-presidente Juscelino Kubitschek teve os direitos políticos cassados.

Exilados

Mortos e desaparecidos

Outros

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_cassados,_exilados,_presos,_sequestrados,_torturados_ou_mortos_durante_o_Regime_Militar_de_1964

 

“Do rio que tudo arrasta se diz que é violento, mas ninguém diz quão violentas são as margens que o oprimem” (Bertold Brecht, poeta e escritor alemão)

Deixe um comentário »