Blog do Calheira

Este espaço é aonde posso colocar algumas coisas que penso, gosto, vejo e acredito. Espero que gostem.

Contagem regressiva

A Copa vem aí e até agora não vejo movimentação dos baianos com o fim de se beneficiar com os inúmeros empregos diretos e indiretos que serão gerados. A Copa das Confederações já será em junho de 2013 (menos de um ano) e a Copa do Mundo, em 2014. Será que nossos irmãos da Bahia acreditam que basta amarrar uma fitinha do Senhor do Bonfim e dar um sorriso que tudo será resolvido e os dólares ou euros pularão para os seus bolsos ?

Vamos ser sinceros, sem bairrismo: o baiano não sabe receber os turistas. Apesar de toda a mística e folclore de que somos um povo hospitaleiro, infelizmente isto não é sinônimo de bom atendimento. Basta ver como o turista é recebido no pelourinho. São dez (às vezes mais) pessoas abordando e importunando os visitantes, tentando empurrar seus produtos. E o pior é que dos dez, nove não falam uma palavra de outra língua que não a portuguesa (e muito mal falada) e o décimo fala uma mistura de baianês, inglês e espanhol.

Um bom atendimento, aliado a um inglês (no minimo) bem falado e uma honestidade difícil de ver hoje em dia são as chaves para o sucesso num ambiente propício para os que estiverem preparados.

É tarde ? Claro que não. Em menos de um ano (tempo que falta para a Copa das Confederações) dá para fazer alguns cursos, participar de palestras e workshops sobre excelência em atendimento.  E em 1 ano e 7 meses (tempo que falta para a Copa do Mundo) dá para fazer um bom curso (cuidado com os cursos picaretas) de inglês. Algumas instituições já montaram turmas de conversação focadas em atendimento a turistas.

Agora é só acordar e não deixar o tempo passar. Em breve publicaremos aqui no blog alguns locais em que o leitor poderá se organizar e se preparar melhor para este grande evento. Ou vai ficar no “Aê, my king… vai uma fitinha do Mr of Good End ?”

2 comentários »

Panis et Circenses

Na Roma antiga, para manter as massas controladas, os imperadores se utilizavam da política do Pão e Circo (Panis et Circenses), que consistia em manter o povo alimentado com pão e entretido com espetáculos circenses (principalmente corridas de bigas e lutas de gladiadores). Com a barriga cheia e enebriada com a diversão proporcionada, o romano não enxergava as mazelas causadas pelas más administrações e o equilíbrio político era mantido.

Hoje no Brasil (e em especial, na Bahia, que é o que nos interessa) percebemos como esta forma de governar está atual e presente. Enquanto o povo se entope de pão (bolsa isso, bolsa aquilo…), as “Cachoeiras” de corrupção desaguam nas margens plácidas de nossa nação. Aqui em Salvador, o povo já estava cansado de tanta incompetência e corrupção – só para lembrar: orla da cidade favelizada, metrô ferrorama que nunca fica pronto, passarela de pituaçu demorando 3 anos para ficar pronta, buracos, buracos, e mais buracos, cidade travada TODOS OS DIAS em engarrafamentos que dão inveja a qualquer paulista, etc, etc, etc – mas, quando pensamos que o povo vai acordar, chega o CIRCO. Os jornais de hoje todos estão festejando a “conquista” do nosso estado: vamos ter Copa das Confederações em 2013 em Salvador. “Êbaaa!” isso sim é que é governo ! Como diriam as propagandas de produtos miraculosos na TV (tipo Polishop): “E não é só isso !!!” Tem também a Copa em 2014 e a possibilidade de jogos das Olimpíadas do Rio em 2016 (que é no Rio, mas as competições de futebol, por exemplo, precisam acontecer em mais locais, já que os estádios da “Cidade Maravilhosa” não comportarão tantas partidas). Desta forma, juntando ainda com o CARNAVAL, o povo se esquece de tudo… e a massa de zumbis acéfalos continua se dirigindo às urnas teleguiada para manter a mesma corja no poder.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sonho com o dia em que esse encanto seja quebrado e a população possa ter as vendas tiradas de seus olhos para enxergar como nossa linda cidade está destruída e a vergonha que vamos passar nestes grandes eventos. Só vejo a Fonte Nova sendo feita e quando chegar o dia dos jogos, teremos um estádio lindo incrustado numa cidade esburacada, travada pela péssima gestão do trânsito, além de níveis de violência nunca vistos… e o povo… bem, o povo vai estar em casa, assistindo a Copa pela TV, já que os preços dos ingressos não deverão ser para o nosso “bico”.

Essa é minha opinião. E você, tem a sua ?

2 comentários »