Blog do Calheira

Este espaço é aonde posso colocar algumas coisas que penso, gosto, vejo e acredito. Espero que gostem.

Levanta, sacode a poeira…

Quando eu era pequeno (e acho que todos da minha geração e das gerações anteriores), quando acontecia algo ruim, cresci ouvindo coisas do tipo: “levanta pra cair de novo” (esta eu ouvia quando tomava um quedão) ou “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. Deste jeito, nós aprendemos a lidar com as dificuldades e frustrações da vida e hoje somos autossuficientes emocionalmente.

De uns tempos para cá, estão colocando as pessoas numa “redoma”, aonde não se pode causar nenhum dissabor ou contrariar a pessoa. Assim, estão sendo criadas  gerações (a atual e as futuras) de pessoas frágeis, suscetíveis a depressões e dependentes de psicólogos e psiquiatras.

Como isto influencia no seu futuro profissional ? De várias maneiras. Mas, quero me ater na falta de confiança. Por isto, hoje quero dizer só uma frase aos que estão para ir a uma entrevista de emprego: LEVANTA A CABEÇA. Muitas pessoas me procuram pedindo ajuda ou conselho em relação à carreira. Estas pessoas chegam cabisbaixas, falando baixo, olhando para o chão e dizendo que não entendem o por quê de não conseguirem as vagas pretendidas. “Eu fui para a entrevista, mas não deu certo”, eles dizem.

CLARO ! NÃO TEM COMO DAR CERTO !

Se você chega na frente do entrevistador com “pose de derrotado”, com cara de toureiro que levou chifrada, que credibilidade você passa ao selecionador ? Se você não acredita em você, quem acreditará ? O primeiro passo para VENCER é ter “pose de vencedor”. Olhe no espelho e “se sinta”.

Ninguém quer uma pessoa fraca na sua organização (eu não quero). Levanta a cabeça, acredite ! Se não for desta vez, “levanta pra cair de novo”. Só desta maneira a vitória ficará cada vez mais próxima.

2 comentários »

Perguntas mais frequentes numa entrevista

Sempre digo isto: dá para chegar no Rio de Janeiro e se espantar quando vê o Cristo Redentor ? Dá pra imaginar um turista dizendo “Olha ! Tem uma estátua ENORME de Jesus em cima daquela pedra” ? Claro que não ! Ninguém pode se surpreender com isto e dizer que foi pego de surpresa.

Da mesma forma, numa entrevista de emprego, tem algumas perguntas que você já deve esperar e ficar pronto para elas. Não fuja de nenhuma pergunta. Como diz nossa “Presidenta”, não vale tergiversar. Seja direto. Esteja PREPARADO !

1 – Por que motivo você está desempregado?
2 – Por que está demorando tanto para arrumar um novo emprego?
3 – Se foi demitido, qual a causa? Você considera justa a demissão? Por quê?
4 – Se pediu demissão, por quê?
5 – Qual sua expectativa com relação ao seu futuro profissional ?
6 – Quais os planos com relação à sua formação?
7 – Quais suas realizações mais importantes?
8 –  Quais foram seus fracassos?
9 –  Por que você deseja trabalhar nesta empresa?
10 – Que tipo de contribuição poderia nos trazer?
11 – Quanto tempo seria necessário para isso acontecer?
12 – O que o motiva profissionalmente?
13 – Como você avalia seu último emprego e seu último chefe?
14 – O que você procura em seu trabalho?
15 – Quais são seus objetivos pessoais?
16 – Quais são suas qualidades?
17 – E os seus defeitos?
18 – Fale sobre o último livro que leu?
19 – O que gosta de fazer nas horas livres?
20 – Como você harmoniza vida pessoal e profissional?
21 – Como sua família o vê profissionalmente?
22 – Quais as suas expectativas com relação ao cargo?

Fonte: http://www.curriex.com.br

1 Comentário »

Contagem regressiva

A Copa vem aí e até agora não vejo movimentação dos baianos com o fim de se beneficiar com os inúmeros empregos diretos e indiretos que serão gerados. A Copa das Confederações já será em junho de 2013 (menos de um ano) e a Copa do Mundo, em 2014. Será que nossos irmãos da Bahia acreditam que basta amarrar uma fitinha do Senhor do Bonfim e dar um sorriso que tudo será resolvido e os dólares ou euros pularão para os seus bolsos ?

Vamos ser sinceros, sem bairrismo: o baiano não sabe receber os turistas. Apesar de toda a mística e folclore de que somos um povo hospitaleiro, infelizmente isto não é sinônimo de bom atendimento. Basta ver como o turista é recebido no pelourinho. São dez (às vezes mais) pessoas abordando e importunando os visitantes, tentando empurrar seus produtos. E o pior é que dos dez, nove não falam uma palavra de outra língua que não a portuguesa (e muito mal falada) e o décimo fala uma mistura de baianês, inglês e espanhol.

Um bom atendimento, aliado a um inglês (no minimo) bem falado e uma honestidade difícil de ver hoje em dia são as chaves para o sucesso num ambiente propício para os que estiverem preparados.

É tarde ? Claro que não. Em menos de um ano (tempo que falta para a Copa das Confederações) dá para fazer alguns cursos, participar de palestras e workshops sobre excelência em atendimento.  E em 1 ano e 7 meses (tempo que falta para a Copa do Mundo) dá para fazer um bom curso (cuidado com os cursos picaretas) de inglês. Algumas instituições já montaram turmas de conversação focadas em atendimento a turistas.

Agora é só acordar e não deixar o tempo passar. Em breve publicaremos aqui no blog alguns locais em que o leitor poderá se organizar e se preparar melhor para este grande evento. Ou vai ficar no “Aê, my king… vai uma fitinha do Mr of Good End ?”

2 comentários »