Blog do Calheira

Este espaço é aonde posso colocar algumas coisas que penso, gosto, vejo e acredito. Espero que gostem.

Como se recuperar das dívidas

Estava acessando o FANTÁSTICO site http://familia.com.br e vi este artigo interessantíssimo sobre finanças pessoais. Recomendo a leitura para todos que tem dívidas (quase toda a populaçao brasileira) e aos que não tem dívida, mas que querem se precaver:

Como se recuperar das dívidas

Como se recuperar das dívidas

Com o crédito facilitado e a economia em alta, além da estabilidade econômica atual do Brasil, é muito fácil entrar em dívidas. Muitas vezes não se leva em conta o montante a ser pago numa compra, muito menos quanto tempo isso levará, mas sim, o valor da parcela.

Fácil entrar em dívidas, difícil e trabalhoso sair da mesma, entretanto, de acordo com alguns especialistas em finanças, segue alguns passos simples, porém de muito esforço, que podem ajudar a qualquer um a ter um rumo de como sair das dívidas, que escraviza o indivíduo e em muitos casos pode acabar com a alegria familiar.

1 – Saber quais são suas dívidas.
Uma tarefa chata, mas simples, porém essencial. Muitas pessoas têm dois, três quatro ou até mais cartões de crédito, o que é um perigo, entre outras contas. São tantas as contas que é muito fácil deixar de pagar uma, mas é fundamental reunir todas elas numa planilha ou uma caderneta, assim as pessoas devem saber exatamente quais são as suas dívidas e contas, como explica a especialista em finanças Christiane Monteiro.

Alguns exemplos de contas que geralmente se tem: cartão de crédito, taxas de conta corrente, impostos, energia, água e esgoto, TV a cabo, alimentação, vestuário, transporte, escola, entre outras.

Este site fornece um exemplo de planilha de contas a pagar.

2 – Gaste menos do que se ganha.
O rico é aquele que gasta R$ 80,00 quando se ganha R$ 100,00.

Não é o valor de quanto se ganha o diferencial, mas sim o quanto se gasta, é algo muito difícil, ainda mais com o crédito facilitado, mas é necessário. Lembre-se da regra “é necessário ou eu quero”.

3 – Evite os juros.
Evite os juros, procure sempre pagar suas contas à vista. Além de conseguir um bom desconto com o montante à vista, você estará se livrando dos juros das compras a prazo. Um exemplo, uma TV de 40” comprada à vista por R$ 1.500,00, ou em 12x de 149,90, no fim das contas você estará pagando R$ 298,80 só em juros. Esse valor é suficiente para pagar contas de água de uma família média de 4 pessoas por quase 1 ano.

Os juros são tão perigosos quanto dirigir perto de um precipício, são tão mascarados que muitas vezes nem percebemos o risco que corremos, principalmente do cartão de crédito que é fácil e bem aceito. Mas se deixar de pagar a fatura em sua totalidade no prazo pode ser uma baita dor de cabeça como mostra a reportagem do jornal “O Globo”, com juros chegando a quase 240%.

4 – Adotar ordem de prioridade.
Segundo o consultor financeiro Rogério Olegário, as contas que comprometem mais do que 10% da renda líquida devem ser pagas primeiro, como aluguel, prestação imobiliária, condomínio, e contas essenciais, entre outras.

Outra dica de prioridade é começar a pagar as contas que tem os juros mais altos, como cartão de crédito. As demais são aquelas que se leva em conta os juros e o valor total da dívida. As que devem ser pagar por último são os luxos.

5 – Negociar as dívidas.
Segundo o professor Anísio Castelo Branco, todas as dívidas são negociáveis, primeiro temos que fazer uma análise financeira pessoal, elaborar uma proposta aos credores, provavelmente eles virão com outra proposta, o importante é não ceder, mas sim, negociar. Lembre-se para qualquer credor, o importante é receber, de uma forma ou outra, o importante é receber.

6 – Converse com a família.
Esse é o passo talvez mais importante, reúnam-se com seu cônjuge, filhos, pais ou quem quer que more com você. Faça uma reunião familiar, coloque todos a par da situação financeira, todos podem e devem ajudar a família a sair da crise, inclusive os filhos menores, com maneiras simples, apagando as luzes ao sair do quarto, tomando banho rápido, estudando mais. Uma redução em R$ 10,00 na conta de energia no mês são R$ 120,00 de economia num ano.

Atitudes simples, porém tão importantes quanto as mais substanciais.

7 – Dinheiro não cai do céu.
Fuja destas instituições que dizem não consultar a Serasa ou SPC, como ensina Christiane Monteiro: “esse comportamento só atrapalha o processo de solução das dívidas e gera a ilusão do dinheiro fácil”. Por traz do crédito sem restrições os juros são absurdos!

Não existe a maneira certa de sair das dívidas, o que existe é planejamento, disciplina e união de todos. Se necessário, faça um curso de educação financeira, existem muitos gratuitos e de alta qualidade, mas faça a lição de casa e ensine a todos da família: juntos entramos juntos sairemos dessa situação!

– Veja mais em: http://familia.com.br/com-se-recuperar-das-dividas#sthash.mjyQnjiU.dpuf

Anúncios
Deixe um comentário »

A Indústria Cultural ESPREEEEEMEEEEE !!!

 

Já venho falando sobre isto faz tempo para meus alunos e amigos. E depois do que vi o que a indústria cultural fez com o amigo Waldir Serrão (quem não sabe do que estou falando, CLIQUE AQUI) me deu vontade de escrever sobre isto. A cultura popular nasce pura e cheia de força e ideias novas. Então a famigerada Indústria Cultural percebe que aquela manifestação que está nascendo tem forte potencial de “gerar lucro”. É neste momento que aquilo que nasceu como uma força natural vinda do povo é apoderada pelos empresários, replicada e multiplicada à exaustão e espremida até que não tenha mais sumo algum. Então, o bagaço é jogado fora.

São vários exemplos de indivíduos ou manifestações cheios de conteúdo e que, quando são descobertos pelo “monsto sist” ficam só o resto, sem sobrar nada. Podemos citar alguns: o já citado Waldir Big Bem Serrão, Cacique Johnny, Sarajane, Book Jones (Banda Mel) e o próprio Raul Seixas, que se não tivesse sido resgatado por Marcelo Nova, teria morrido no esquecimento. Isto apenas para citar alguns.

Até quando vamos ver nossas manifestações serem esvaziadas em termos de cultura pura até se tornarem apenas em negócio, frio, vazio e jorrando dólares ? Temo pelo nosso carnaval, que era algo que vinha da alma do baiano. Não precisava de blocos, camarotes, organização, “casa do carnaval”, etc… bastava o povo na rua. Tudo acontecia. Hoje o SHOW é lindo, perfeito, asséptico. E sem o povo. Será que estamos consumindo a cultura baiana ou apenas um subproduto oriundo desta Indústria altamente produtiva  ? Só para pensar. É minha opinião. Qual a sua  ?

Deixe um comentário »

Big Bem em ruínas

Imagem

“O pai do rock baiano? Acho que sou eu né?”, afirmou Waldir Serrão, o Big Ben baiano (…) “Eu comecei tudo. Fui eu quem levou Raulzito para esse mundo, mesmo contra a vontade de Dona Maria Eugênia, a mãe dele. Mas ele morreu roqueiro”, recorda Big do parceiro, com quem teceu a fidelidade de ser Maluco Beleza na vida, desde que se conheceram, ainda garotos, na Cidade Baixa, quando se vestiam de Elvis Presley, com brilhantina no topete (Entrevista concedida há alguns anos ao Raul Seixas Oficial Fã-Clube).

Imagem

Este é o Waldir Serrão (Big Bem) ou, como Raulzito chamava: Waldir “Serrote”. Em um país sério, estaria muito bem, vivendo sua velhice colhendo os frutos de sua vida e contribuição histórica e cultural. Mas, não é assim.

Hoje, Big Bem vive em estado de penúria, em um quarto alugado no bairro do Tororó. A família não tem condições e precisa de ajuda para colocá-lo em uma casa de repouso de qualidade. É o mínimo que merece no fim de seus dias, este que fez tanto pelo Rock baiano em toda vida.

Ao ficar sabendo desta situação em que vive Serrão, fiquei ao mesmo tempo triste e feliz. Triste por ver este ícone da minha infância (que já tive o prazer de bater bons papos em exposições sobre Raul Seixas) nesta condição. E estou feliz porque a última notícia que me deram há uns 3 anos era que ele tinha morrido. Que bom que era notícia falsa. A Bahia (e o Brasil) não valoriza seu passado. Este cara ajudou a construir os alicerces do Rock na Bahia. Sem ele (e Raulzito e alguns poucos outros) não teria Pitty, Cascadura, Marcelo Nova e centenas de outros roqueiros baianos.

Por favor, ajudem a divulgar.

Quem quiser ajudar, por favor, ligue para o local em que ele está vivendo:

CONTATO DA DONA DA CASA (SOLANGE) 71-8524-7441/ 71- 9699-7574

7 comentários »

Levanta, sacode a poeira…

Quando eu era pequeno (e acho que todos da minha geração e das gerações anteriores), quando acontecia algo ruim, cresci ouvindo coisas do tipo: “levanta pra cair de novo” (esta eu ouvia quando tomava um quedão) ou “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. Deste jeito, nós aprendemos a lidar com as dificuldades e frustrações da vida e hoje somos autossuficientes emocionalmente.

De uns tempos para cá, estão colocando as pessoas numa “redoma”, aonde não se pode causar nenhum dissabor ou contrariar a pessoa. Assim, estão sendo criadas  gerações (a atual e as futuras) de pessoas frágeis, suscetíveis a depressões e dependentes de psicólogos e psiquiatras.

Como isto influencia no seu futuro profissional ? De várias maneiras. Mas, quero me ater na falta de confiança. Por isto, hoje quero dizer só uma frase aos que estão para ir a uma entrevista de emprego: LEVANTA A CABEÇA. Muitas pessoas me procuram pedindo ajuda ou conselho em relação à carreira. Estas pessoas chegam cabisbaixas, falando baixo, olhando para o chão e dizendo que não entendem o por quê de não conseguirem as vagas pretendidas. “Eu fui para a entrevista, mas não deu certo”, eles dizem.

CLARO ! NÃO TEM COMO DAR CERTO !

Se você chega na frente do entrevistador com “pose de derrotado”, com cara de toureiro que levou chifrada, que credibilidade você passa ao selecionador ? Se você não acredita em você, quem acreditará ? O primeiro passo para VENCER é ter “pose de vencedor”. Olhe no espelho e “se sinta”.

Ninguém quer uma pessoa fraca na sua organização (eu não quero). Levanta a cabeça, acredite ! Se não for desta vez, “levanta pra cair de novo”. Só desta maneira a vitória ficará cada vez mais próxima.

2 comentários »

Moral e Ética

Tem dúvidas sobre a diferença entre Moral e Ética ? Assista esta ótima entrevista do Filósofo Mário Sérgio Cortella no Programa do Jô:

Deixe um comentário »

Pare o mundo que eu quero descer!

Vi este texto hoje e parecia que esta saindo de minha boca. É exatamente o que sempre digo (inclusive para meus alunos em sala de aula). Foi como ver no texto de um amigo a tradução de meus pensamentos – talvez eu não conseguisse me expressar melhor. Segue abaixo o texto na íntegra:

Pare o mundo que eu quero descer!
Tenho cada vez menos paciência para o mimimi das minorias ofendidas. Agora, tudo ofende, tudo é preconceito. Vale a ridícula máxima, “quem não está comigo, é contra mim”.
Esta semana dois fatos me chamaram a atenção.
Primeiro, foi o requerimento para que se retire a frase “Deus seja louvado” das cédulas brasileiras. Tudo bem, o estado é laico e acho que não deve se misturar religião com dinheiro (apesar de muitas “igrejas” o fazerem, mas isto é outro assunto). Afinal, daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus! A questão é que a origem do requerimento foram as queixas dos que se sentem ofendidos pela frase. Pera lá! Ofendidos? Em que ou a quem esta frase ofende? Por acaso ela está pregando ódio ou intolerância às outras religiões? Não! Apenas exprime a religiosidade da maioria da população do país.
Outro ponto agora é o artigo “Parada gay, cabra e espinafre” de J.R.Guzzo publicado na Veja desta semana. Foi tanto protesto aqui no Face que resolvi procurar e ler o artigo. Li e não vi NADA DEMAIS! Apenas a sensação de ter perdido tempo lendo aquilo….É apenas a opinião de uma pessoa. Posso concordar ou não, mas em nenhum momento é ofensivo a ninguém, a não ser àqueles que já o leem com olhos de preconceito e querendo achar pelo em ovo. Estão distorcendo o tema central do artigo que é: Não temos que GOSTAR de nada, apenas temos a OBRIGAÇÃO de RESPEITAR os direitos de TODOS!
Viva a liberdade de expressão! Chega de patrulha!
“Eu não concordo com uma palavra do que você diz, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las” (Voltaire).
Outro dia postei aqui como admiro como na eleição americana os candidatos expõem abertamente seus pensamentos a temas “polêmicos”. Romney falou abertamente que era contra o “casamento gay” e não foi ameaçado de ser queimado em praça pública por isto. Aqui provavelmente seria. Ele é livre para ter esta opinião e expressá-la. Ele não está pregando ódio nem pedindo para matar um gay, apenas defendendo o que acredita. Você concorda com ele? Apoie-o. Não concorda? Não apoie e ponto. Sem protestos, passeatas, notas de repúdio, etc.
Outra coisa. Aprendi esta semana que o termo “homossexualismo” ofende, pois o sufixo “ismo” é pejorativo….PARA!!!!!! O sufixo “ismo” designa a generalização do substantivo primitivo. Como em heroísmo, cristianismo, judaísmo, organismo. Ofendi os heróis, cristãos, judeus e órgãos? NÃO!
Tem que se tomar muito cuidado para não se cometer exageros e conquistar a antipatia dos que inicialmente simpatizam com causas das minorias. Vide o que ocorreu com o MST.
A lei é para todos. Não vejo nenhuma necessidade de adendos para minorias. Seja lei ou conduta que uma sociedade deve seguir, para mim ela é bastante simples:
Todos devem tratar uns aos outros com respeito, justiça, humildade, boa fé, dignidade e lealdade, contribuindo para estabelecer um ambiente saudável, com conduta ética, coerência, bom senso e transparência nos seus relacionamentos. Ninguém poderá nem deverá ser discriminado em virtude de raça, nacionalidade, credo, sexo, sexualidade, deficiência, idade, etc. PONTO! CHEGA!
Pare o mundo que eu quero descer!
PS: Favor não discordar de mim….posso ficar ofendido!

Retirado de um post no Facebook do amigo Mario Valladares (https://www.facebook.com/valladaresmario)

1 Comentário »

Contagem regressiva

A Copa vem aí e até agora não vejo movimentação dos baianos com o fim de se beneficiar com os inúmeros empregos diretos e indiretos que serão gerados. A Copa das Confederações já será em junho de 2013 (menos de um ano) e a Copa do Mundo, em 2014. Será que nossos irmãos da Bahia acreditam que basta amarrar uma fitinha do Senhor do Bonfim e dar um sorriso que tudo será resolvido e os dólares ou euros pularão para os seus bolsos ?

Vamos ser sinceros, sem bairrismo: o baiano não sabe receber os turistas. Apesar de toda a mística e folclore de que somos um povo hospitaleiro, infelizmente isto não é sinônimo de bom atendimento. Basta ver como o turista é recebido no pelourinho. São dez (às vezes mais) pessoas abordando e importunando os visitantes, tentando empurrar seus produtos. E o pior é que dos dez, nove não falam uma palavra de outra língua que não a portuguesa (e muito mal falada) e o décimo fala uma mistura de baianês, inglês e espanhol.

Um bom atendimento, aliado a um inglês (no minimo) bem falado e uma honestidade difícil de ver hoje em dia são as chaves para o sucesso num ambiente propício para os que estiverem preparados.

É tarde ? Claro que não. Em menos de um ano (tempo que falta para a Copa das Confederações) dá para fazer alguns cursos, participar de palestras e workshops sobre excelência em atendimento.  E em 1 ano e 7 meses (tempo que falta para a Copa do Mundo) dá para fazer um bom curso (cuidado com os cursos picaretas) de inglês. Algumas instituições já montaram turmas de conversação focadas em atendimento a turistas.

Agora é só acordar e não deixar o tempo passar. Em breve publicaremos aqui no blog alguns locais em que o leitor poderá se organizar e se preparar melhor para este grande evento. Ou vai ficar no “Aê, my king… vai uma fitinha do Mr of Good End ?”

2 comentários »

Panis et Circenses

Na Roma antiga, para manter as massas controladas, os imperadores se utilizavam da política do Pão e Circo (Panis et Circenses), que consistia em manter o povo alimentado com pão e entretido com espetáculos circenses (principalmente corridas de bigas e lutas de gladiadores). Com a barriga cheia e enebriada com a diversão proporcionada, o romano não enxergava as mazelas causadas pelas más administrações e o equilíbrio político era mantido.

Hoje no Brasil (e em especial, na Bahia, que é o que nos interessa) percebemos como esta forma de governar está atual e presente. Enquanto o povo se entope de pão (bolsa isso, bolsa aquilo…), as “Cachoeiras” de corrupção desaguam nas margens plácidas de nossa nação. Aqui em Salvador, o povo já estava cansado de tanta incompetência e corrupção – só para lembrar: orla da cidade favelizada, metrô ferrorama que nunca fica pronto, passarela de pituaçu demorando 3 anos para ficar pronta, buracos, buracos, e mais buracos, cidade travada TODOS OS DIAS em engarrafamentos que dão inveja a qualquer paulista, etc, etc, etc – mas, quando pensamos que o povo vai acordar, chega o CIRCO. Os jornais de hoje todos estão festejando a “conquista” do nosso estado: vamos ter Copa das Confederações em 2013 em Salvador. “Êbaaa!” isso sim é que é governo ! Como diriam as propagandas de produtos miraculosos na TV (tipo Polishop): “E não é só isso !!!” Tem também a Copa em 2014 e a possibilidade de jogos das Olimpíadas do Rio em 2016 (que é no Rio, mas as competições de futebol, por exemplo, precisam acontecer em mais locais, já que os estádios da “Cidade Maravilhosa” não comportarão tantas partidas). Desta forma, juntando ainda com o CARNAVAL, o povo se esquece de tudo… e a massa de zumbis acéfalos continua se dirigindo às urnas teleguiada para manter a mesma corja no poder.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sonho com o dia em que esse encanto seja quebrado e a população possa ter as vendas tiradas de seus olhos para enxergar como nossa linda cidade está destruída e a vergonha que vamos passar nestes grandes eventos. Só vejo a Fonte Nova sendo feita e quando chegar o dia dos jogos, teremos um estádio lindo incrustado numa cidade esburacada, travada pela péssima gestão do trânsito, além de níveis de violência nunca vistos… e o povo… bem, o povo vai estar em casa, assistindo a Copa pela TV, já que os preços dos ingressos não deverão ser para o nosso “bico”.

Essa é minha opinião. E você, tem a sua ?

2 comentários »

DICA DA SEMANA

Dica da semana:

 

Uso do telefone na busca de oportunidades:

 

Antes de falar com quem tem poder de decisão, ou qualquer outro recurso, é proveitoso fazer um plano escrito ou um roteiro de tudo que deseja dizer. Isso o ajudará a parecer mais confiante e evitará a impressão de que você está fazendo seu contato perder tempo. Inclua em seu roteiro as três seguintes perguntas para fazer aos contatos:

 

1. Você sabe de alguma oportunidade de emprego ou de alguma vaga disponível?

 

2. Você pode recomendar alguém que emprega ou supervisiona pessoas que fazem o que desejo fazer?

 

3. Você conhece alguém que tenha contato com pessoas em meu campo de trabalho?

 

Você deve fazer essas perguntas todas as vezes que entrar em contato com um recurso. Muito do que você diz em sua conversa telefônica pode variar de acordo com seu relacionamento com a pessoa com quem está falando. Exemplo de um roteiro (script):

 

Telefonando para alguém que você conhece:

 

• Diga: “Olá,______________[nome do contato], aqui é _____________[seu nome]. Você tem tempo para me atender agora?”

 

  • ·        Explique resumidamente por que está telefonando (não leve mais do que 15 segundos).
  • ·        Use uma declaração do “Comercial de 30 Segundos” ou uma declaração de poder.
  • ·        Faça as três perguntas de contato.
  • ·        Agradeça à pessoa pela sua atenção.

 

Lembre-se: são 10 contatos por dia!

 

No CASP – Curso de Autossuficiência os participantes são treinados para fazer os contatos de forma eficaz. Inscreva-se no SRE da sua região ou com o Especialista de Bem-Estar da sua Estaca ou Ala.

(fonte: sresalvador.wordpress.com)

Deixe um comentário »

“Kit-Gay” ? Uma vergonha !

Sei que hoje não se pode falar nada que apoie princípios morais que sempre aparecem várias pessoas nos acusando de preconceituosos, homofóbicos ou atrasados. No entanto, não posso ficar calado ao que está acontecendo. Sou pai e me preocupo com o futuro que meus filhos irão herdar. Esta liberalidade (onde tudo deve ser permitido com a desculpa da ‘democracia’) está criando uma sociedade suja e amoral.

A última veio do Congresso Nacional. O Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) denunciou em plenário (e com provas) o “KIT-GAY” que será lançado em 2011. Se você tem filhos de 7 a 10 anos na rede pública de ensino, pode ficar certo que eles receberão este pacote insano no próximo ano. O kit contém (entre outras aberrações) dois vídeos com as seguintes historinhas:

1ª – Um garoto adolescente vai ao banheiro, vê o “piu-piu” do colega e se apaixona. Quando, em sala de aula, a professora o chama pelo nome (Ricardo) ele reclama: “Bianca… meu nome agora é Bianca”.

2ª – Um vídeo “educativo” ensina às meninas adolescentes como devem beijar na boca sua coleguinha, ensinando até qual a profundidade ideal que a língua deve entrar na boca da companheira.

Parece piada (de mal gosto), mas é verdade. Está tudo documentado no Jornal da Câmara e o referido deputado subiu à tribuna para denunciar esta obscenidade. Posso não concordar com a forma que o Bolsonaro fala (com claro preconceito aos homossexuais), mas concordo que não podemos permitir que isto aconteça.

Vejam o que um excelente líder religioso (o Presidente Boyd K. Packer) fala:

“Uma lei contrária à natureza seria impossível de se colocar em prática. Por exemplo, de que adiantaria um plebiscito para revogar a lei da gravidade?

Há leis tanto morais quanto físicas que foram “irrevogavelmente [decretadas] no céu antes da fundação deste mundo”e que não podem ser alteradas.

A história mostra repetidas vezes que os padrões morais não podem ser mudados por meio de batalhas nem por votações. A legalização de algo fundamentalmente mau ou errado não evita o sofrimento e as penalidades que se seguirão tão seguramente quanto a noite segue o dia.

Independentemente da oposição, estamos decididos a permanecer no rumo certo. Continuaremos a seguir os princípios, as leis e as ordenanças do evangelho. Se eles forem mal compreendidos, quer por inocência quer por má fé, que assim seja. Não podemos mudar e não vamos mudar o padrão moral. Perdemos rapidamente o rumo, quando desobedecemos às leis de Deus. Se não protegermos e ampararmos a família, a civilização e nossa liberdade, inevitavelmente, tudo perecerá.” ¹

Não fiquem calados. Escrevam para o Deputado da sua região. Não permita que nossa sociedade se torne um terreno sem moral.

Veja aqui o Vídeo do Deputado denunciando o “Kit-Gay”:

___________________________________________

1 – Discurso do Pres. Boyd K. Packer na 180º Conferência Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, publicado na revista “A Liahona” de novembro de 2010, pag 74

Deixe um comentário »